Orquestra de Flautas

30 Set 2012
Compartilhar

alt
Orquestra de Flautas Villa-Lobos

A Orquestra Villa-Lobos tem por objetivo proporcionar a crianças e jovens da Vila Mapa, periferia de Porto Alegre, a inclusão social através da música, promovendo a auto-estima, estabelecendo interação com os elementos da cultura local e ampliando as possibilidades de participação na sociedade.

A iniciativa é mantida pela Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre e, ao longo de 19 anos de atividade, tem firmado parcerias com várias instituições e empresas, como Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, Instituto Junia Rabello (MG), Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul, Ministério da Educação, Caixa Econômica Federal, Criança Esperança da UNESCO/Rede Globo.

Há cinco anos conta com a parceria do Instituto Cultural São Francisco de Assis, organização não-governamental situada na comunidade. Inicialmente formada por flautas doces, a orquestra se ampliou a cada ano e, ao completar a maioridade em 2010, adotou a nova identidade.

Em 2003 o programa implantou as Oficinas de Música, que atualmente presta gratuitamente mais de 850 atendimentos por semana a partir dos 4 anos de idade em 70 turmas distribuídas em aulas de musicalização infantil, flauta doce, piano, violino, viola, violoncelo, violão, percussão, cavaquinho, canto-coral, contrabaixo elétrico, expressão corporal, estudo avançado e teoria e percepção musical realizadas no turno inverso ao do horário escolar na EMEF Heitor Villa-Lobos (sede do projeto), na EMEI Vila Nova São Carlos, na EMEI Maria Marques Fernandes (escolas infantis municipais da comunidade) e nas três unidades do Instituto parceiro.

Com o patrocínio do Santander Cultural, a Orquestra lançou em 2002 o CD O Trenzinho do Caipira.

Em 2008, lançou seu segundo CD, Olhos Coloridos, com o patrocínio do Grupo CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica). Em sua trajetória, a Orquestra recebeu prêmios importantes como o Prêmio Artístico Lupicínio Rodrigues, da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, o troféu de Defesa de Direitos Humanos no Rio Grande do Sul pela UNESCO/Assembléia Legislativa/Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, a certificação pelo Ministério da Cultura, com o selo Prêmio Cultura Viva, como iniciativa reconhecida pelo seu caráter inovador e impactante na vida da comunidade, e o Prêmio Líderes & Vencedores 2009 concedida pela Federasul e Assembleia Legislativa do RGS como Destaque Comunitário.

A Orquestra Villa-Lobos já realizou mais de 860 concertos para público superior a 200 mil pessoas. Entre eles destacam-se concertos em mais de 20 municípios gaúchos, turnê na cidade de Córdoba/Argentina, em 2004, a convite do Consulado do Brasil em Córdoba, viagem ao Rio de Janeiro em 2009, a abertura da Conferência Nacional de Educação, promovida pelo Ministério da Educação, em Brasília, em 2010, e viagem a Salvador em janeiro de 2011.

Em 2010 a Orquestra contou com o patrocínio da Petrobras. A regente e coordenadora é a professora Cecília Rheingantz Silveira, idealizadora do projeto, que entre outros prêmios, recebeu da Assembleia Legislativa do RGS, em 2010, a Medalha do Mérito Farroupilha, por sua atuação frente à Orquestra.

http://www.myspace.com/orquestradeflautasvillalobos

http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/villalobos/orquestra.htm

 

 

 

Adicionar comentário


Os verbetes da Cafepedia tem como origem as pesquisas que fazemos pela internet para a montagem dos programas Café Brasil. As informações aqui reproduzidas tem fontes diversificadas que muitas vezes estao incompletas ou incorretas. Não temos ainda condições de realizar pesquisas detalhadas para confirmar ou atualizar informações. Dessa forma adotamos um esquema participativo: todos o verbetes tem uma área de comentários para que os interessados agreguem novas informações, opiniões e dicas. Agradecemos à quem se dispuser a participar e colaborar. É esse o espírito que botará o Brasil nos trilhos: colaboração.

O Podcast Café Brasil

É um programa em áudio distribuído pela internet e que une reflexões sobre temas provocativos e atuais ao melhor da Música Popular Brasileira. Entretenimento, cultura, cidadania e, acima de tudo, PROVOCAÇÃO.